Maze Runner: Prova de Fogo

mazeaa2
Assim como o original, Maze Runner: Prova de Fogo é um livro que envolve muito mistério. A história segue o tema distópico e introduz novos personagens à narrativa, mas o grande problema (ou não) aqui é que a história leva de lugar algum pra lugar nenhum.
mazeaa
Título: Prova de Fogo
Título original: The Scorch Trials
Autor: James Dashner
Ano: 2011
Páginas
: 400
Editora: V&R Editoras
Comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Extra
O livro retoma a história exatamente a partir do ponto em que o primeiro se encerrou, e então começa a desenvolver uma trama parecida e igualmente complexa – que desta vez traz os clareanos enfrentando novas criaturas num novo teste experimental, que explora um cenário ainda pior e mais violento que o primeiro. Se o livro anterior já tinha deixado muitas perguntas em aberto e sem respostas, este, ao invés de começar a respondê-las, cria novas perguntas e gera ainda mais dúvidas. A pergunta que fica em mente é: será o terceiro livro capaz de responder todas as perguntas e ainda dar um desfecho digno à saga?
Depois de superarem os perigos mortais do Labirinto, Thomas e seus amigos acreditam que estão a salvo em uma nova realidade. Mas a aparente tranquilidade é interrompida quando são acordados no meio da noite por gritos lancinantes de criaturas disformes – os Cranks – que ameaçam devorá-los vivos. Atordoados, os Clareanos descobrem que a salvação aparente na verdade pode ser outra armadilha, ainda pior que o Labirinto. Para sobreviver nesse mundo hostil, eles terão de fazer uma travessia repleta de provas cruéis em um meio ambiente devastado – um deserto um tanto peculiar – sem água, comida ou abrigo.
Seguindo a fórmula do primeiro livro, Prova de Fogo consegue intensificar ainda mais o mistério, as reviravoltas e a violência da história. Os personagens aqui sofrem ainda mais, passando por situações de terror psicológico e enfrentando criaturas extremamente violentas. Com isso, os mistérios que giram em torno da história começam a intrigar ainda mais o leitor – um dos motivos cruciais para fazer com que a narrativa tenha um ritmo rápido e intenso, que consegue prender a atenção e fazer com que a leitura flua de forma bem rápida.
A perspectiva de Thomas é ainda mais aprofundada, nos mostrando o quão perturbadoras são suas dúvidas em relação a si mesmo, à CRUEL e aos seus sentimentos por Teresa, que começam a se intensificar cada vez mais. Sim, Teresa é uma personagem muito mais intrigante neste livro do que no primeiro, e embora continue estando ausente em boa parte da história, suas atitudes aqui são muito mais intensas, fazendo com que Thomas e principalmente os leitores comecem a se perguntar se realmente conhecem sua personalidade.
Além disso, Thomas também conhece Brenda, outra personagem intrigante e que recebe um grande desenvolvimento no ato central do livro. Enquanto alguns personagens novos foram introduzidos – como o interessante Aris – outros acabaram ficando de lado da narrativa. Um grande exemplo disso é Newt, um dos mais carismáticos do primeiro livro e que aqui mais parece um clareano qualquer, sem grande importância no decorrer da história.
O mistério aqui continua intenso e perturbador, com novas perguntas sendo criadas a todo instante e poucas respostas sendo dadas. Aliás, o impacto das reviravoltas de Prova de Fogo não consegue ter o mesmo peso que as presentes no primeiro livro. Algumas explicações podem até soar sem sentido ou fazem apitar na cabeça do leitor: “Será que isso era mesmo necessário?”.
O livro se encerra com um intenso – mas não muito imprevisível – ato final. A ação presente nas últimas 50 páginas é de tirar o fôlego e muitas vezes me peguei imaginando o quanto seria legal ver aquilo presente em telas de cinema. As criaturas, os clareanos, ambiente, tudo converge para garantir um clímax intenso e eletrizante.
No geral, Prova de Fogo é um pequeno passo para trás de Correr ou Morrer. Embora siga uma fórmula parecida, as reviravoltas já não têm o mesmo impacto e são muitas as perguntas abertas e que merecem ter boas explicações. Sendo assim, é bom que o terceiro livro comece a nos apresentar respostas que vão além de apenas variáveis.
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário